Biblioteca Técnica

RUMINANTES
A gordura hidrogenada é uma excelente ferramenta para melhorar o desempenho das vacas leiteiras, recomenda o especialista

Setembro 2023

As vacas leiteiras de alta produção enfrentam o grande desafio do balanço energético negativo, resultante do déficit gerado entre a ingestão e a demanda de energia, especialmente após o parto e no pico de produção. A alimentação de qualidade e o manejo nutricional são ferramentas importantes para vencer esse desafio. 

“A energia é uma espécie de combustível da vaca para a produção de leite. O bom manejo, o aumento da ingestão e a correta suplementação de energia para as vacas são essenciais para a obtenção de elevados índices de produtividade. 

Destaque para o uso da gordura hidrogenada, que promove o aumento da produ√ß√£o e da gordura do leite e a melhoria da reprodu√ß√£o das vacas leiteiras‚ÄĚ, explica o engenheiro agr√īnomo Wiliam Tabchoury, da Unidade de Bovinos de Leite da Auster Nutri√ß√£o Animal.

 

(...) ‚ÄúPara animais em per√≠odos de grande demanda metab√≥lica e energ√©tica, a suplementa√ß√£o de gordura hidrogenada cai como uma luva, com in√ļmeros ganhos do ponto de vista alimentar e nutricional, al√©m de, claro, as boas condi√ß√Ķes de manejo e ambiente‚ÄĚ, explica Tabchoury.(...)

Uma das principais ferramentas para o aumento da densidade energética da dieta, sem depressão do consumo alimentar, está no uso da gordura hidrogenada na alimentação das vacas leiteiras.

‚ÄúPara animais em per√≠odos de grande demanda metab√≥lica e energ√©tica, a suplementa√ß√£o de gordura hidrogenada cai como uma luva, com in√ļmeros ganhos do ponto de vista alimentar e nutricional, al√©m de, claro, as boas condi√ß√Ķes de manejo e ambiente‚ÄĚ, explica Tabchoury.

Esse aumento de demanda energ√©tica tem picos em vacas leiteiras nas seguintes situa√ß√Ķes: regime de pastejo, estresse t√©rmico, alta da produ√ß√£o de leite, al√©m do pr√© e p√≥s-parto, dentre outros.

 

Imagem ilustrativa. Fonte: Shutterstock¬ģ: https://www.shutterstock.com/image-photo/herd-cows-summer-green-field-215859100

‚ÄúA suplementa√ß√£o de gorduras √© a melhor pr√°tica para elevar a densidade energ√©tica das dietas, que pode ser feita com uso de plantas oleaginosas (caro√ßo de algod√£o, soja, girassol, chamadas de primeira gera√ß√£o), sab√Ķes-de-c√°lcio (conhecidos como gorduras protegidas ou de segunda gera√ß√£o) e, por fim, as gorduras hidrogenadas, ou de terceira gera√ß√£o.

As gorduras de terceira gera√ß√£o permitem uma maior inclus√£o na dieta sem limitar o consumo, contribuindo para o aumento da produ√ß√£o e dos n√≠veis de gordura do leite, al√©m de ter efeito positivo na sa√ļde e reprodu√ß√£o das vacas‚ÄĚ, conclui o especialista da Auster.

(...) ‚ÄúA Prius 3¬™ Gera√ß√£o permite o m√°ximo adensamento da gordura da dieta, sem depress√£o do consumo alimentar, redu√ß√£o do balan√ßo energ√©tico negativo da vaca, gerando aumento da produ√ß√£o de leite e assegurando rela√ß√£o benef√≠cio-custo positiva parra o produtor de leite‚ÄĚ. (...)
Saiba mais - Prius

Atenta aos desafios do mercado leiteiro, a Auster Nutrição Animal apresenta Prius, gordura hidrogenada de terceira geração. A gordura hidrogenada da Auster foi desenvolvida sem sabor e odor para aumentar a palatabilidade e a ingestão pelos bovinos.

A Prius 3ª Geração permite o máximo adensamento da gordura da dieta, sem depressão do consumo alimentar, redução do balanço energético negativo da vaca, gerando aumento da produção de leite e assegurando relação benefício-custo positiva parra o produtor de leite.

‚ÄúSua aplica√ß√£o no dia a dia √© facilitada por ser perolizada e s√≥lida e de alto ponto de fus√£o, o que facilita o seu armazenamento, manipula√ß√£o e o uso. Com isso, pode ser utilizada inclusive em ra√ß√Ķes peletizadas‚ÄĚ, finaliza William Tabchoury.